Mountain View

HMMR – AUMENTO NO NÚMERO DE ATENDIMENTOS

Pacientes também elogiam estrutura e acolhimento da unidade

O Hospital Municipal Dr. Munir Rafful, no Retiro, registrou no primeiro trimestre de gestão da OS (Organização Social) – dezembro de 2018 e janeiro e fevereiro deste ano – um aumento de 1,9% no número de atendimentos (mais de 177 mil), em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados são do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA/SUS), do Ministério da Saúde.

Em relação às internações hospitalares (AIH), o hospital teve um crescimento no número de procedimentos de 11,66% se comparados os anos de 2011 (806 procedimentos) e 2019 (900), registrando o 2º maior índice no período.

O crescimento é registrado paralelamente à melhora no atendimento da unidade. Quem comprova são os pacientes do hospital, como o aposentado e morador do Retiro, Francisco Assis Saltes, que completa 70 anos no próximo dia 26 e se mostrou satisfeito com a estrutura encontrada.

“Aqui temos seis refeições por dia, psicóloga, nutricionista, todo dia, além da assistente social, sem falar da equipe de médicos. Sou muito bem tratado, não tenho nada do que reclamar”, afirmou Francisco, que está há 30 dias na unidade se preparando para realizar cirurgia para retirada de ponte de safena.

Prestes a deixar a unidade, o motorista Antonio Alex Oliveira da Silva, de 46 anos, morador do Açude I, chegou ao hospital no dia 4 de abril e também se prepara para uma cirurgia. Ele agradeceu ao tratamento recebido durante sua estada no hospital.

“Desde quando cheguei, fui muito bem tratado por todo mundo, equipe de faxina, médicos, a diretoria, todos se preocupam com cada paciente. Foi uma experiência muito boa. Inclusive, teve uma vez em que me deu saudade da família e quase entrei em depressão. Como sou extrovertido, todos notaram minha mudança de comportamento e logo apareceram enfermeira, médico, todos se preocuparam comigo”, contou Alex.

A melhora no atendimento do Hospital do Retiro é uma tendência vista durante o Governo Samuca Silva. Em 2017, o número de procedimentos aumentou em 207,85% em relação ao ano de 2011. 

“Fico feliz em oportunizar uma transição adequada e que, pelo informado, já apresenta bons resultados”, disse Márcia Cury.

“Durante a atual gestão, a unidade possui o 1º, 2º e 3º melhores inícios de ano da história do hospital. A implementação da OS mostra que conseguimos continuar com a melhora no atendimento do hospital e, consequentemente, da saúde de Volta Redonda”, disse o secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto.

A Atenção Básica também apresentou aumento na quantidade de atendimentos. Se comparados os anos de 2016 e 2018, o crescimento foi de 70,19% – passou de 293.450 para 400.894, retratando 2018 como o melhor ano da atual gestão.

Para o prefeito Samuca Silva, a continuidade da melhora no atendimento da saúde em Volta Redonda será prioridade do governo. “Com a OS, a forma de contratação foi profissionalizada, saindo de RPA para CLT, e os materiais e insumos são comprados com base em melhores preços. Houve processo seletivo para contratação, priorizando os melhores profissionais. Além disso, estamos implementando avaliação da população para que os serviços continuem melhorando cada vez mais”, explicou Samuca.

O prefeito lembrou ainda de outros investimentos na área, como a aquisição do Hospital Santa Margarida, que vai ampliar o número de leitos da cidade, e o Hospital do Idoso, que já melhorou o atendimento para a Melhor Idade. “Investimos R$ 230 milhões e somos a 3ª cidade do Sudeste que mais investiu na saúde. E não para por aí. Esse será o ano da Saúde em Volta Redonda”, frisou Samuca Silva.

Por Raphael Martiniano, com fotos de Evandro Freitas. / Secom VR

 

Outras Noticias